BUP finalista em Concurso de Habitação Sustentável

04/04/2018

Estamos orgulhosos em comunicar que a BUP foi finalista do 5º Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura - Habitat Sustentável, concorrendo com centenas de projetos de todo o Brasil e alcançando o TOP 10 na modalidade Projeto Comercial.

 

O Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura  é uma iniciativa do Grupo Saint-Gobain e tem a finalidade de reconhecer e premiar projetos de arquitetura que se destacaram em soluções de conforto ambiental. O prêmio ainda incentiva o uso de tecnologias e soluções inovadoras, e a correta especificação de produtos e processos construtivos. Os diversos confortos de uma edificação ‒ térmico, acústico, visual, modular e de saúde ‒ são temas centrais do prêmio, aliados ao uso da inovação e sustentabilidade das soluções construtivas.

 

 

A BUP participou do concurso com o projeto Himmel Garten, uma proposta de rearquitetura com a intenção de recuperar um antigo casarão do final da década de 20 abandonado e em ruínas dentro do maior Núcleo de Casas Enxaimel do Brasil, o “Buraco do Diabo” ou “Taufesloch” na cidade de Ivoti no Rio Grande do Sul. Este possui grande importância histórica e cultural para a cidade e região. O nome do projeto, do alemão “Jardim do Céu” surge em contra-ponto ao nome do local, “Buraco do Diabo”.

 

A proposta do projeto Himmel Garten é de preservar o antigo casarão e inseri-lo de volta a comunidade com um novo uso, instigando o comércio e turismo local e conservando as memórias da região. O Himmel Garten é um biergaten (em alemão "jardim da cerveja"), que consiste em uma área externa na qual cerveja, outras bebidas e cozinha local são servidas.  O projeto visa ser um ponto de encontro, gastronomia e lazer dentro do Núcleo de Casas Enxaimel de Ivoti.

As soluções sustentáveis do projeto

 

 

Conforme a proposta do concurso e o compromisso da BUP de prezar pela responsabilidade ambiental no âmbito da construção civil, adotamos diversas soluções sustentáveis de maneira a tornar esse um projeto de destaque para a cidade e região. O projeto conta com a instalação de 21 painéis fotovoltáicos que produzirão cerca de 710kWh/mês de energia limpa, suficiente parasuprir 100% da demanda de energia elétrica do projeto. Seis placas de aquecimento de água serão instaladas na cobertura e abastecerão a cozinha do Himmel Garten. Estas seis placas são suficientes para suprir a demanda típica da cozinha, reduzindo o consumo de energia e gás. O deck será composto de Madeira Plástica WPC (Wood Plastic Composite). Por ser constituída a base de resíduos plásticos oriundos de pós-consumo e ou aparas industriais, este composto é uma solução sustentável e 100% reciclável. Os resíduos orgânicos gerados pela cozinha serão depositados em uma compostera e transformados em adúbo para ser utilizado nas hortas e canteiros do Himmel Garten. Como incentivo à prática de exercícios e o uso de meios de transporte não motorizados, bem como apoio aos eventos de ciclismo já existentes no núcleo, é proposto espaço para guarda de 26 bicicletas. O projeto cria um cinturão de árvores no perímetro da área projetada, auxiliando na drenagem e escoamento nas épocas de chuva e cheias do arroio. Destacam-se ainda no projeto a presença de vidros Low-E, que diminuem a transmitância térmica entre interior e exterior, reutilização de materiais da demolição e iluminação 100% LED.

 

 

A presença do telhado verde neste projeto destaca-se por três principais fatores:

- Conforto Térmico:

No verão o sistema funciona como um escudo para a cobertura, reduzindo a quantidade de ar quente que entra para o interior da edificação. No inverno também existe uma diminuição do consumo energético, pois, devido à capacidade de isolamento térmico do telhado verde o ar quente no interior da edificação não se dissipa com tanta facilidade. O sistema atende a Norma de Desempenho em nível superior com 0,76 W/m²K. - Gerenciamento de águas pluviais: O local onde onde o projeto está inserido é, eventualmente, assolado por inundações causadas pelo transbordamento do Arroio Feitoria em épocas de chuva. O sistema de Telhado Verde Laminar ajuda a reter parte destas águas, encaminhando para as cisternas, contribuindo com a redução de seu escoamento para o entorno.

- Visuais: O telhado verde aumenta a área útil da edificação sem aumentar sua área construída. Serve para integrar espaços, tornando-os mais agradáveis e incorporados ao entorno.

O salão principal conta com sistema para  remoção natural do ar quente através da ventilação cruzada que ocorre no sentido sul-norte, indo das aberturas do volume de circulação para as aberturas em fita no topo do salão. Já o salão secundário, também com ventilação sul-norte, possui janelas ao norte no sistema guilhotina. Desta forma é liberada a abertura do topo, facilitando a saída de ar quente, e da base do vão, permitindo a entrada de ar frio.

 

 

Gostou do projeto?

Deixe um comentário nas nossas páginas:

 

Facebook                Instagram

 

 

 

 

Compartilhar
Tweetar
Compartilhar
Salvar
Please reload

+55 51 999337559   |   contato@bup.net.br

All rights reserved © 2019 by BuildingUP Sustainable Solutions Co.